Pais na praia

Você acha seu computador multitarefa? A sua impressora multifuncional? Seu funcionário um cara versátil? Então você não tem ideia do que é um pai (ou mãe) na praia com o filho.

Esses dias, conversando com uma colega de trabalho sobre ir à praia, dei-me conta de que há um bom tempo eu não sei o que é tomar um descansado banho de mar e ficar lagarteando ao sol. Apesar de ter tirado a cor de palmito da pele cedo nesse verão, o fato é que ir para beira do mar agora é sinônimo de passeio com a filhota… e praia com filho definitivamente não rima com lagartear!

Não sei se todos os pais e mães são assim na praia (é muito provável que não), mas quando vou pra beira do mar com minha filhota, minha sensação é a de que sou o ser mais multitarefa da face da terra.

Segurança: sou aquele cara que fica atrás da celebridade olhando para os lados, para frente e para trás o tempo todo. Tento prever um possível atentado (como um distraído correndo) e espero a chance de impedir uma catástrofe internacional (do tipo ralar um joelho).

Animador: faz castelo de areia, se suja inteiro, pula onda, brinca de cavalinho… ufa!

Salva-vidas: fica lá o pai neurótico, enquanto se disfarça de animador, prestando atenção se virá alguma onda pré-tsunami para traumatizar seu filho para o resto da vida. Ou será traumatizar a ele próprio? Nem Freud explica…

Caçador/garimpeiro: seu filho conhece tatuíra? Não?! Então comece as escavações atrás do raro espécime para apresentar ao pequenino. Depois vem o momento “animal planet” de convencer a criança a colocar o tal bichinho na mão (e não resolver dar beijo ou enfiar na boca!).

Agente da vigilância sanitária: esse milho não vai prestar, olha a cor daquela água. Isso aí? De jeito nenhum, meu filho, vai dar dor de estômago depois. Ah, essa água não tem problema, pode tomar à vonta… nãããão, com areia não, meu filho!

Carregador: sandálias, toalhas, roupas, protetor solar, cadeiras, brinquedos… e nem uma gorjetinha?

Mas eu sou obrigado a confessar duas coisas. A primeira é que se eu quisesse, poderia fazer bem menos do que isso, pois minha esposa está sempre junto para dividir essas funções… e eu até poderia deixar a pequena mais “autônoma” a praia. A segunda é que eu ADORO me empenhar com a filhota na praia. Por mim, iríamos todos os dias!

Aliás, nesse feriado de carnaval pude curtir a sensação de levar a princesa duas vezes por dia pra praia. Ficamos na casa de praia da família de minha esposa e, com isso, todo começo de manhã e final de tarde só dava nós na beira do mar. Filhota tá parecendo a globeleza, com a pele morena que ficou. Eu? Tirei a cor de palmito do couro :P

Você também poderá gostar de:

5 thoughts on “Pais na praia

  1. Caio,

    Te entendo completamente, foi-se o tempo que eu poderia tomar banho de sol.. agora o divertido é brincar com o pequeno, construir castelos e piscinas, procurar as tatuíras, que ele ainda não teve coragem de pegar. Mas um dia chega lá…
    :D

    É realmente uma delícia aproveitar e ver aquele sorrisão nos rostos dos nossos pequenos!

  2. Pra comentar aqui terei que me entregar em algo. Tenho fobia de água! Mar então… onda, sabe? Aquelas que batem na sua cara e faz vc rolar na areia e se ralar inteiro e entrar água salgada em todos os seus alvéolos, sacou? Não obrigada, num tô afim, não.
    Maaaaas, pela Toco a gente faz um sacrifício [olha a necessidade de terapia!!] e leva a Criaturinha na praia [leia-se beiriiinha da água] e brinca um pouco com ela. E vc descobre que, como a maioria das crianças, ela adora aquele mundo véio de água. Pula, rola, chuta, cansa a mãe e num quer sair de lá nunca mais! E a mãe cheia de fobia, “auto se trata” pra alegrar o dia da filhota!

  3. O Miguel adora a mulher da Globeleza, e tem opiniões vulgares sobre ela. Não vou apresentar sua filha pra ele pra ele não queimar meu filme hahahaahaha

    Praia com filhote é bom mesmo, né? Mas eu confesso, com um certo sentimento de culpa, que tenho saudades de ir pra praia, ficar o dia todo sentadão, lendo um livro sossegado, tomando caipirinha vagarosamente… Não que eu não leia, beba e fique sentado agora, mas é que é com o alerta “pairanóia” ligado o tempo todo, não há descanso ^^

    Abraço!

  4. Haha, disse tudo! Estou contigo nesse “tipo de pais”. Alem da alegria deles por estar na praia, fico encantada observando o sono “pesado” deles depois de um dia no mar, aquele bronzeado bonito, e o rosto sereno e tranquilo de satisfação!

  5. Excelente blog! Só a título de curiosidade há um agregador de conteúdos chamado Agrega Pais, que é voltado para pais e mães (mas é tão versátil que acaba tendo audiência da família toda, pois, vai dos blogs de mães até blogs geeks ou sobre mma) uma ótima forma de divulgar seu blog para um público bem específico no geral e que está adentrando a internet e uma ótima forma de virar referência para este público.
    http://agregapais.com.br/

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*


+ 3 = 7

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>